quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Corrida de Abertura

Ae moçada,
Fiquei um tempinho sem aparecer por aqui, mas é que a partir da empresa o acesso ao Blog tá bloqueado, e em casa estive mais dedicado à família. Mas sobrou um tempinho e estou aqui.
Semana passada, mais precisamente no dia 29/Jan, em Gaspar(SC), tem um clube (Bela Vista Contry Clube - www.belanet.com.br) que promove algumas corridas internas. Eu e mais 5 camaradas da empresa em que trabalho (T-Systems) fomos lá prestigiar o evento com a nossa ilustre presenca, ehhehe.
Como a inscrição/número é só na hora, o negócio ficou um pouco tumultuado e a largada acabou sendo atrasada um pouco. Ainda bem que foram só R$ 8,00. Não há kit para os atletas, muito menos medalha de participação. A pista (dentro do clube) é razoavelmente boa, de brita em pó, que nos poupa um pouco as articulações. Ao final, melancia a vontade, mas não cheguei nem perto de comer oito reais de melancia, ehehhe. Acabamos nem ficamos para a premiação, já que nenhum de nós chegou nem perto. Mas fiquei muito feliz com o resultado: Recorde pessoal quebrado mais uma vez.
Distância: 5000m
Pace: 5:32min/Km
Colocação: 77/88

Revolta e Impunidade

Ae moçada,
Hoje vai ser um post off-topic.
Estava eu voltando de Blumenau(trabalho) para Jaraguá do Sul(casa), quando o telefone toca no meio do caminho. Era minha esposa, aos prantos, com ar de desespero. Parei o carro pra tentar perguntar o que tinha acontecido quando minha sogra tirou o telefone da mão da minha esposa pra me contar o que havia se passado e tentar me tranquilizar.
Minha esposa ainda está de férias na praia. Hoje na parte da manhã foi até o centro da cidade pra sacar algum troco, fazer umas comprinhas e levar as crianças (meu filho e dois afilhados) para conhecer o Museu do Mar e o Museu Histórico de São Francisco do Sul.
Na volta, quase chegando em casa, um Sargento da Polícia Militar, de folga, completamente embriagado bateu no carro dela e a fez rodopiar na pista. Graças ao nosso bom Deus não aconteceu nada que pudesse atingir a integridade física de ninguém.
Antes que minha esposa conseguisse sair do carro e saber o que tinha acontecido, já encostados estavam uma viatura da GRT e outro carro que vinha logo atrás. A viatura estava em perseguição ao distinto Sargento da Poliícia Militar que vinha ziguezagueando por quilômetros antes de conseguir interceptá-lo. O outro carro acabou parando pra dar socorro e avisar que o que o distinto sujeito estava fazendo na pista. Pelo depoimento, o digníssimo Sargento estava quase indo de frente contra um poste quando conseguiu desviar mas acabou atingindo o carro onde estava minha família.
As primeiras palavras de um dos policiais da GRT foram: "Sargento, o Sr. deveria dar o exemplo." E o digníssimo ficou uns 40 minutos dentro do carro sem conseguir sair. Não porque estava machucado, mas sim porque estava em um estado de embriaguez mais que nítido, que não o permitia sair do estado de inércia em que se encontrava. Outra viatura da Polícia Rodoviária Estadual apareceu.
A história acabou quase três horas depois, quando o laudo do acidente ficou pronto e depois que minha esposa solicitou que fosse redigido um documento, atestando a embriaguez do digníssimo. Se não fosse a insistência da minha esposa, talvez nem isso tivessem feito. Ela saiu da delegacia depois de ter feito o que tivesse ao seu alcance para que a justiça fosse ou seja feita. Inclusive, o filho do digníssimo apareceu, e perguntou à minha esposa até onde ela queria levar isso e se isso poderia ser negociado. Ela respondeu: "Eu só quero justiça."
Agora ficam as perguntas no ar:
- O Digníssimo Senhor Sargento da Polícia Militar foi detido?
- Sua carteira foi apreendida?
- Será punido?
E o mais importante:
- Será que ele aprendeu com o acontecido?
Só me resta desejar que a impunidade não prevaleça e que isto sirva de exemplo a outros policiais e principalmente, a toda população.
"Na Corrida...", Frank.

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Desconforto ao Correr

Olá Pessoal,
Hoje vou falar sobre dois motivos de desconforto entre corredores, e que aconteceram comigo nos últimos treinos mais longos (e outros não tanto).
Sangramento nos mamilos.: Para quem não é corredor pode parecer um tanto quanto estranho ou até frescura, mas é um problema que certamente já aconteceu com vários corredores. Já tinha lido algumas matérias no blog do Renato Dutra, João Campos e Luís Augusto e todos aconselham a utilizar camisetas de materiais como dry-fit e/ou poliéster. Isto porque estes materiais retém menos líquido do que as tradicionais camisetas de algodão. Outra dica é utilizar vaselina: há alguns dias entrei numa farmácia daqui de Jaraguá do Sul (SC) no final de um longuinho para comprar e a atendente achou um tanto quanto estranho quando expliquei o porquê da vaselina. Só que comprei líquida e o negócio acabou não funcionando muito bem. Procurei mais na internet sobre o assunto e vi que também tem em pasta. Alguns utilizam pequenos "band-aid", mas pra quem corre frequentemente acaba se tornando um pouco caro. Aí resolvi improvisar e tem funcionado muito bem. Estou usando micropore: uma espécie de esparadrapo, só que muito mais maleável e fino, e tem funcionado bem.
Assadura nas axilas.: Na verdade não foi bem nas axilas, mas um pouco mais abaixo, onde a pele interna do braço roçava sobre o acabamento de uma camiseta regata (de algodão) que estava usando no último longão. O pessoal também indica o uso da vaselina e camisetas já citadas logo acima. Pra mim isto aconteceu só uma vez, mas foi extremamente desconfortável, ao ponto de ter que correr como uma galinha de asas abertas, para diminuir o atrito e a dor. A camiseta é até legal, só que estou tentando ao máximo evitar estas de algodão.
Se estes e outros desconfortos apareceram pra vocês, o que vocês fizeram pra resolver? Mande aqui seu comentário.
"Na Corrida...", Knaesel.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Novo Recorde Mundial Pessoal Quebrado

Ae moçada,
Acho que já vi um post com esse mesmo título, ou quase, hehehe.
Então, hoje fiz o treino mais longo da minha (por enquanto) curta vida de corredor.
Eu inicialmente tinha pensado em correr uns 10Km. Quando perto de completar, vi que ainda dava pra correr mais uns 5Km. E assim fui, naquele ritmo de pangaré... Quando achei que estava quase terminando mais esse trecho eu pensei. Ah vou dar um gás e bater meu recorde pessoal. E assim fui por mais 4.1Km até chegar em casa. Êta endorfina véia...
Procurei manter um ritmo mais tranquilo, pra não quebrar. O fôlego aguentou tranquilo, mas as panturrilhas começaram a me dar aviso lé pelo km 16, mas como estava ainda um pouco longe de casa, não tive outra opção senão continuar. E tenho que confessar a vocês, estão doendo a beça. Estou quase mancando. Mas a sensação de prazer é indescritível, e só quem é corredor sabe do que eu estou falando.
Resumo: 19,1Km em cravadas 2:10h, pace de 6:48min/Km e vel.média de 8,82Km/h.
Desejo muita endorfina e ótimos kms a todos os meus amados seguidores deste humilde blog.
"Na Corrida...", Knaesel.

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Contra o Relógio e Contra a Balança

Contra a Balança:
Depois da indicação do Jorge (http://jmaratona.blogspot.com/2008/12/dieta-do-abdmen.html), comprei o Livro, li rapidinho e já estou seguindo as indicações. Na primeira semana foi só 1Kg perdido. Mas como já li em vários lugares que perder peso muito rápido não é nada saudável, não estou com pressa. Devagar se vai ao longe. Também estou intercalando os treinos de corrida com uma lista de exercícios de musculação sugerida no livro. Como meu horário de trabalho não permite que eu frequente uma academia, acabei comprando 2 barras e algumas anilhas pra treinar em casa mesmo. A idéia central do livro é: aumentar massa muscular para aumentar a queima de gordura. Apenas 500g de massa muscular a mais no seu corpo, te consome cerca de 50KCal por dia, só pra manutenção dessa massa ganha.
Contra o Relógio:
Hoje fiz o meu trajeto habitual de velocidade (4800m) e cheguei a marca de 5:50min/Km. Ainda não cheguei na minha melhor marca (5:40min/Km), mas acho que logo logo estou de volta no meu melhor ritmo. Depois desse de velocidade, corri mais 5Km em ritmo de tartaruga (7:30min/Km), objetivando provas de 10Km ainda no primeiro semestre. Para o segundo semestre quero encarar uma Meia-Maratona. E quem sabe no próximo ano, se Deus me permitir uma Maratona inteira, ehhehe.

Por falar em provas, na minha cidade praticamente não tem nenhuma (ano passado teve uma promovida pelo SESI, mas acabei nem participando pois estava viajando). Mas em Joinville tem provas quase que mensais (www.corville.org.br), mas ainda não saiu o calendário de 2009. E em Blumenau/Gaspar (www.belanet.com.br) também tem provas mensais, só que a maioria durante a semana e com uma organização muito amadora. Só tem uma prova organizada por eles que vale a pena participar: Meia Maratona Blumenau (com chip e tudo, viu?). Neste ponto o pessoal de Joinville está de parabéns. Não dá pra esquecer também da Meia-Maratona Pomerode, onde participei no ano passado na Corrida Rústica de 6Km (show de bola).
Fora Joinville e Blumenau, vocês conhecem outras provas / sites entre Curitiba e Floripa?
"Na Corrida..." de sempre, Knaesel.

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Voltei

Ae moçada, depois da cirurgia (e do molho que o médico me deu sem corrida) e também das férias, tá na hora de voltar a correr. Estou me sentindo muito pesado, parece que meus pés estão colados no chão. Mesmo assim, foi muito bom o descanso, a praia, as cervejadas, brincar com meu filho, e curtir minha esposa.
O primeiro treino foi com o Henrique (primo da minha esposa), que me vez companhia na areia da praia de Ubatuba (São Francisco do Sul - SC). Foram 4km em cerca de 26 minutos.
Dois dias depois, resolvi fazer um trote longão de 14km, até o centro da cidade, pra sacar um dinheirinho (êta desculpinha esfarrapada essa, rsrs). Foram uma hora mais quarenta e quatro minutos (gigantescos) de pura endorfina. Voltei de busão é claro. Mas a sensação é indescritível. Só quem corre pra saber.
Hoje fiz 5km em cerca de 30 minutos. Espero voltar a minha performance anterior em breve.
Mas a principal luta continua contra a balança. Apesar de todas as festas de fim de ano, felizmente o ponteiro da balança não mexeu (91Kg), o que já é grande coisa. Li um post hoje no blog do Jorge (JMaratona) sobre um livro chamado "Dieta do Abdômen", li a resenha e não hesitei em comprá-lo. Já estou na página 24. Em breve espero poder mostrar melhores resultados.
"Na Corrida..." de sempre, Knaesel.